Inchaço nas pálpebras é marca da blefarite

Caracterizada pelo inchaço das pálpebras, que ficam irritadas e coçam, a blefarite é uma doença que pode acontecer em todas as idades. Considerada uma inflamação crônica, normalmente apresenta longa duração.

Quem possui a blefarite vai conseguir controla-la, mas nunca vai se curar dela, pois é recorrente e, em muitos casos, está muito associada a doenças da pele, como dermatite seborreica, acne rosácea a dermatite atópica.

A inflamação das glândulas que produzem gordura para o filme lacrimal (glândulas de meibômio) também podem favorecer o surgimento da blefarite. Neste caso, a ocorrência de terçóis se torna mais frequente.

Há casos em que os sintomas diminuem dependendo da época, mas sempre acaba voltando se não houver um bom controle da mesma.

Os sintomas clássicos são caspas nas região dos cílios, coceira, olhos avermelhados, irritados, sensação de olho seco e corpo estranho nos olhos.

O tratamento inclui a limpeza das pálpebras com gaze e água na hora de lavar o rosto. Em alguns casos, o uso de colírios antibióticos pode ser necessário.

Maquiagem não piora a blefarite, inclusive o seu uso pode auxiliar a “corar” as caspinhas na região dos cílios e, ao utilizar o demaquilante, podemos visualizar que estas ainda não foram completamente removidas, pois estão coradas pela maquiagem e não mais transparentes.

Em caso de sintomas e incômodo, procure o médico oftalmologista, profissional mais indicado para o diagnóstico e tratamento da blefarite.

 

Espero ter ajudado.

Abraços!

 

Marcelo Creppe

Oftalmologista

CRM 82218-SP / RQE 41042 / CBO 104.343

 

Deixe uma resposta