Conheça as causas do derrame conjuntival

O derrame ocular conjuntival, aquela mancha vermelha de sangue na conjuntiva, é denominado tecnicamente de hiposfagma. É causado pelo rompimento dos pequenos vasos sanguíneos presentes na conjuntiva.

No olho, a conjuntiva é a membrana mucosa, fina e transparente que recobre a parte branca do olho (esclera) e também as pálpebras, internamente. Tem como função proteger a superfície ocular de agentes externos e manter a lubrificação ocular por meio do muco que produz, ajudando a evitar o ressecamento do olho.

O derrame conjuntival é uma situação bastante comum e que não atinge o interior do olho, não afeta a visão e geralmente desaparece sozinho, entre 10 a 14 dias após seu surgimento. Por conta disso, muitas vezes não é necessário nenhum tratamento.

As causas do derrame ocular podem ser:

– Coçar ou esfregar o olhos;

– Grandes esforços físicos;

– Tosse, vômitos ou espirros repetidos;

– Intestino preso (muita força para evacuar);

– Picos de pressão arterial;

– Alterações da coagulação sanguínea;

– Tabagismo (os fumantes tendem a ter maiores e mais repetidos sangramentos conjuntivais).

O derrame ocular conjuntival não provoca dor nem alterações na visão. Caso isso aconteça, deve-se ir imediatamente ao médico oftalmologista.

Espero ter auxiliado a esclarecer essa questão.

 

Abraços,

Marcelo Creppe

 

Marcelo Creppe – Oftalmologista

Deixe uma resposta