Acidentes oculares exigem atenção a primeiros socorros

Os acidentes oculares são frequentes em ambiente doméstico, no trânsito e até mesmo no trabalho em que os equipamentos de proteção individual são obrigatórios. Esses acidentes não escolhem idade, sexo, nem ocupação, mas são mais prevalentes entre pessoas que não pensam que um trauma ocular possa ocorrer.

Embora não seja possível evitá-los totalmente, atenção e cuidados simples podem diminuir sua frequência, intensidade e gravidade.

Prevenção é a palavra-chave: use óculos de proteção no trabalho; no trânsito, utilize cinto de segurança, não deixe objetos entre o ocupante e o air bag, mantenha os vidros fechados e, no caso dos motociclistas, permaneça com a viseira abaixada.

Em casa, os acidentes mais comuns envolvem queimaduras nos olhos ao fritar alimentos que estavam congelados, queda de seivas e fragmentos de plantas ao cuidar do jardim, queda de produtos químicos nos olhos ao limpar a casa.

Quando um acidente ocular doméstico acontece, a recomendação é lavar as mãos e os olhos em água corrente imediatamente, pois tocar nos olhos com as mãos sujas pode piorar a situação. Em seguida, deve-se procurar auxílio médico imediatamente.

Os primeiros socorros ajudam a diminuir a ação do agente químico nos olhos, evitando lesões e maiores problemas devido à relativa neutralização. Nesse caso, não é indicado tampar a região, pois é preciso manter o local arejado.

No caso de corpo estranho, é importante não tentar retirá-lo nem tocá-lo, a fim de evitar uma possível perfuração.

Outra recomendação indispensável, em qualquer tipo de situação, é não coçar os olhos, para evitar acentuar problemas na região atingida. No caso de algum tipo de queimadura química, por exemplo, coçar pode espalhar os componentes e até mesmo contaminar o outro olho.

Já quem sofreu algum tipo de laceração não pode coçar a região porque corre o risco de tornar a lesão ainda mais grave. Pequenas partículas, por exemplo, podem arranhar a córnea após o ato de coçar.

Passado o primeiro momento de atenção aos olhos, não tente se automedicar nem espere o tempo passar para ver como o corpo vai reagir. Dependendo do caso, isso pode levar à perda total de visão ou até mesmo a um quadro de infecção generalizada.

Sendo assim, logo após o acidente, é indispensável se dirigir a um oftalmologista para receber os devidos cuidados.

Os primeiros socorros oculares, quando realizados corretamente, ajudam a garantir a saúde dos olhos e evitam que os problemas se tornem ainda mais graves, mas é fundamental procurar ajuda médica o quanto antes.

Tem alguma dúvida sobre como proceder? Conte nos comentários.

 

Abraços,

 

Marcelo Creppe

 

Marcelo Creppe – Oftalmologista

CRM 82218-SP / RQE 41042 / CBO 104.343

Deixe uma resposta