O desenvolvimento da criança em seus primeiros anos de vida depende de estímulos que ela recebe. A primeira infância é uma fase muito importante para o desenvolvimento físico, social, emocional e cognitivo. É nessa fase que o cérebro está mais receptivo aos novos estímulos para adquirir e desenvolver habilidades, é na primeira infância que o cérebro passa por grandes mudanças: cresce, desenvolve-se e vivencia períodos sensíveis para aprendizagens.

As crianças ao nascer ainda não tem o olho e o sistema visual (que fica no cérebro) completamente formados. Para que a visão se desenvolva normalmente é importante ter condições adequadas. Se a visão de um olho da criança é muito melhor do que o outro o cérebro da criança “esquece” aquele olho e enxerga somente pelo olho bom. Isso pode ser causado por estrabismo (olho torto), por diferenças de grau de um olho para o outro (anisometropia) e por doenças como catarata congênita (já nasce com catarata), ptose (pálpebra caída) ou opacidades de córnea.

Quando um olho da criança não apreende a enxergar, devido as causas acima citadas chamamos de ambliopia, popularmente denominado olho preguiçoso. Esta alteração pode ser tratada até por volta dos sete anos de idade, após esta idade o tratamento não costuma ser eficaz porque o cérebro já atingiu a maior parte de seu desenvolvimento na área visual.

O tratamento da ambliopia é feito corrigindo e eliminando a causa da falta de estimulo visual ao cérebro, por exemplo, a prescrição de óculos, corrigindo o estrabismo, realizando a cirurgia catarata…

Em alguns casos é necessário prescrever a oclusão (tampão no olho) por um tempo determinado caso a caso, no olho bom da criança, para ajudar a estimular o olho preguiçoso. Desta maneira o cérebro da criança desenvolve a visão do olho ruim. Em alguns casos, em vez do tampão podemos usar colírio que piora a visão no olho bom por algumas horas. Devo lembrar que o uso do tampão encontra a resistência das crianças e pais por diversos motivos.

O médico oftalmologista tem que acompanhar o tratamento para garantir que a visão esteja melhorando e que a visão do olho bom não esteja sendo prejudicada. Quanto mais jovem a criança melhores os resultados.

A consulta oftalmológica deve acontecer anualmente para todos, inclusive para crianças. A prevenção é a chave da saúde !!

Deixe uma resposta