Alta Miopia é considerada problema de saúde pública

A alta miopia é uma condição caracterizada pela miopia acima de 6 graus. O número de pessoas com miopia aumentou dramaticamente nos últimos anos em várias regiões do mundo. Como exemplo, em muitas cidades da China, mais de 90% dos estudantes universitários tem miopia em graus elevados. Em números absolutos, essa é uma das maiores epidemias que a humanidade já viu, sendo maior que a epidemia da obesidade.

A alta miopia está associada a um risco aumentado de cegueira por descolamento de retina, glaucoma e degeneração macular miópica, tornando-se assim um grande problema de saúde pública.

Sabemos que a genética tem grande importância: pais com miopia aumentam o risco de uma criança ter essa condição, mas hoje também sabemos que o estilo de vida está relacionado com a progressão do grau e que atividades ao ar livre podem diminuir a progressão da miopia.

Estudos apontam que telas (tablets, celulares, PCs) podem estar associadas à progressão da miopia, assim recomenda-se que:

– Crianças menores de 2 anos não devem ter acesso às telas;

– Crianças de 2 a 5 anos devem ter no máximo uma hora de tela por dia;

– Aquelas que se encontram entre 5 a 10 anos de idade devem limitar-se a duas horas de uso de tela recreativamente por dia.

Infelizmente, a pandemia de Covid-19 tornou essas recomendações difíceis de serem alcançadas, mas é importante orientar os filhos e alertá-los sobre os cuidados com a saúde ocular desde cedo.

Sobretudo porque, geralmente, os pacientes alto míopes têm pais com miopia alta e começam a desenvolver a alteração no final da infância ou inicio da puberdade. A visão para longe começa a piorar e tem de ser corrigida com o uso de óculos ou lentes de contato. A miopia pode aumentar até a idade adulta, chegando a valores altos como 15 ou 20 dioptrias.

Os alto míopes têm a retina com maior risco de descolamento. Por este motivo os pacientes devem ser examinados se perceberem moscas volantes ou floaters (“sujeirinhas” na visão que se movem) ou flashes de luz (fotopsias).

Quando existe  uma rasgadura (ou rotura), deve ser feito tratamento preventivo com aplicação de laser de argônio, que diminui a chance de descolamento de retina. Os alto míopes também apresentam chance maior de glaucoma, catarata e membrana neovascular em relação a pessoas sem miopia.

Recomendo exame anual de rotina para pacientes alto míopes, porém no caso de baixa de visão, surgimento ou aumento de moscas volantes (as “sujeirinhas” que passam na frente do olho), presença de flashs de luz ou olho vermelho, o exame deve ser realizado rapidamente.

Atualmente pode-se utilizar colírios para tentar limitar o avanço do quadro. O uso de óculos ou lentes de contato tem o objetivo de tornar a visão nítida para longe. Os tratamentos cirúrgicos somente são indicados em idade geralmente acima dos 18 a 21 anos, quando o grau se encontra estabilizado há pelo menos seis meses e o olho apresenta condições favoráveis ao procedimento.

Espero ter ajudado!!

Abraço,

Marcelo Creppe

Médico Oftalmologista

CRM 82218-SP / RQE 41042 / CBO 104.343 

Related Posts

Deixe uma resposta

× WhatsApp