Envelhecimento altera as estruturas oculares

O envelhecimento é um processo natural que ocorre com todos os seres vivos. Com o passar dos anos, as estruturas oculares também sofrem alterações, como todo o resto do corpo, que podem ser maiores ou menores dependendo de hábitos de vida, da predisposição genética e doenças sistêmicas associadas.

Se, por um lado, envelhecer é normal, de outra muitas pessoas negligenciam os cuidados com a saúde do organismo ao longo da vida, e intensificam esse processo, como, por exemplo, com o péssimo hábito de fumar, que pode acelerar a perda de visão.

Alguns dos principais problemas que podem aparecer após os 50 anos de idade são glaucoma, catarata e alterações na retina, caso da Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI). Enquanto o glaucoma pode ser assintomático, outras patologias podem provocar visão embaçada, distorcida, com falta de luminosidade…

Sabemos que estamos envelhecendo por volta dos quarenta anos de idade, quando o cristalino fica menos apto a focalizar objetos próximos, criando a necessidade de óculos para perto, que é denominada presbiopia.

O olho também começa a ficar mais irritado e sensível a vento e poeira pela diminuição da lubrificação. No entanto, mesmo que os olhos tenham a tendência de estar mais secos, o lacrimejamento pode ser significativo quando os olhos estão irritados, com vento, poeira ou fumaça. As alterações na elasticidade, força dos músculos palpebrais e posição das pálpebras também podem causar o lacrimejamento devido à alteração do posicionamento correto delas.

Nessa fase também tem início o aparecimento do halo senil, uma área esbranquiçada na periferia da córnea, sendo muito comum em pessoas com mais de 60 anos e que não afeta a visão.

Halo senil e cristalino levemente opacificado (catarata inicial)

Em alguns idosos, a gordura acumulada à volta da órbita se contrai, causando o afundamento do globo ocular na órbita. Devido aos tecidos flácidos das pálpebras, a gordura orbital também pode se expandir em direção às pálpebras, fazendo com que pareçam sempre inchadas, como bolsas nas pálpebras.

Podem ocorrer outras alterações nas funções do olho à medida que a pessoa envelhece. A acuidade da visão é reduzida apesar do uso dos melhores óculos, principalmente em pessoas portadoras de catarata, degeneração macular ou glaucoma. A quantidade de luz que chega à parte posterior da retina é reduzida, aumentando a necessidade de iluminação mais brilhante e de melhor contraste entre os objetos e o fundo.

Pessoas mais velhas também podem ver um número maior de pontos pretos flutuantes (moscas volantes), que, em geral, não interferem de modo significativo na visão.

Manter uma alimentação equilibrada, atividades físicas regulares e avaliações periódicas são muito importantes para envelhecermos bem. O adequado controle de doenças como diabetes, e hipertensão arterial também são fundamentais.

Que todos nós possamos envelhecer bem!

Abraços,

Marcelo Creppe

Oftalmologista – CRM 82218-SP / RQE 41042 / CBO 104.343

Related Posts

Deixe uma resposta